19 C
Distrito Federal
quarta-feira, 30 setembro, 2020 - 06:08 AM
No menu items!
- PUBLICIDADE -

“Se existe a desinformação é porque interessa a alguém”, diz Toffoli sobre inquérito das fake news

Mais Lidas

Ouvidoria recebe, GDF Presente atende – Agência Brasília

No Riacho Fundo II, foram recolhidas 251 toneladas de entulho das ruas, estradas e áreas públicas| Foto: DivulgaçãoO...

09 SETEMBRO

09 SETEMBRO Fonte: Agência Brasília

11/09/2020

11/09/2020 Fonte: Agência Brasília

‘Trata-se de uma máquina de desinformação, com robôs, perfis falsos, para desacreditar instituições e autoridades’, disse presidente do STF

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, afirmou em um webinar que concorda com o bloqueio de diversas contas bolsonaristas na rede social Twitter, desencadeada pelo inquérito das fake news, relatado pelo ministro Alexandre de Moraes.

“O que se investiga no inquérito vai além de manifestações contundentes contra a Corte. Trata-se de uma máquina de desinformação, com robôs, perfis falsos, para desacreditar instituições e autoridades”, afirmou. “Se isso estivesse ocorrendo em plataformas tradicionais, os acionistas estariam sendo responsabilizados”, completou o ministro.

Na sexta-feira 24, contas de blogueiros, empresários e assessores ligados ao presidente Jair Bolsonaro após uma decisão judicial associada ao inquérito das fake news, que corre no Supremo Tribunal Federal.

Entre os nomes, estão os empresários Luciano Hang, Otavio Fackoury, Edgard Corona, a extremista Sara Winter – que já havia sido presa temporariamente em decorrência de outro inquérito -, o ex-deputado e presidente do PTB, Roberto Jefferson, os blogueiros Allan Terça Livre e Bernardo Kuster e outros.

O evento online foi organizado pelo site Poder 360 e pelo Observatório de Liberdade de Imprensa do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Nele, Toffoli ainda acrescentou que a desinformação gerada pelos perfis deve interessar “a alguém”, sem determinar especificamente quem.

“É preciso investigar práticas criminosas”, disse. “Se existe notícia fraudulenta, se existe a desinformação, é porque isso interessa a alguém.”

Fonte: Agência Brasil

- PUBLICIDADE -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

Argentina: organizações tentam impedir despejo de 2,5

Na manhã desta quinta-feira (29), organizações de...

Mercado de trabalho tem vagas para 55 profissões – Agência Brasília

Há 49 vagas para açougueiros. Salários variam entre R$ 1.062 e R$ 2,5 mil, mais benefícios. Foto: DivulgaçãoAs agências do trabalhador estão com...

Solamente 33% de los candidatos a alcaldes de las 26

El 15 de noviembre, 317 candidatos disputarán la alcaldía de las 26...
- PUBLICIDADE -

Continue Lendo

- PUBLICIDADE -