23.7 C
Distrito Federal
quinta-feira, 24 setembro, 2020 - 15:27 PM
No menu items!
- PUBLICIDADE -

CartaCapital esclarece discussão judicial com Luciana Gimenez

Mais Lidas

Ouvidoria recebe, GDF Presente atende – Agência Brasília

No Riacho Fundo II, foram recolhidas 251 toneladas de entulho das ruas, estradas e áreas públicas| Foto: DivulgaçãoO...

Após esgotar pré-venda, Microsoft garante estoque do Xbox no lançamento

As pr-vendas dos novos Xbox, iniciadas na tera-feira (22), ocorreram como a Microsoft esperava: unidades esgotadas em menos de...

Continuaremos na defesa pela liberdade de expressão

Sobre nota publicada hoje no UOL, de autoria do jornalista Rogério Gentile, sob o título “Justiça mantém censura a texto de revista com críticas a Luciana Gimenez”, viemos esclarecer o que segue:

Diferentemente do afirmado, o texto sob discussão judicial não foi veiculado em nenhuma edição da revista CartaCapital, mas sim no site da revista. O texto opinativo foi assinado pelo advogado e editor de justiça Brenno Tardelli, com mais de sete anos de experiência na área e sem nenhum processo anterior em sua carreira.

Ao contrário do que diz a matéria, o texto de Tardelli não se limitou a apenas explorar o apoio à reforma da Previdência pela apresentadora Luciana Gimenez em si, o que já é algo passível de inúmeras críticas e repúdio, tendo em vista os efeitos deletérios dessa reforma para toda a população. O artigo também explorou o fato de que Gimenez recebeu um valor financeiro para esse apoio, fato de público conhecimento e cujo montante integrou o patrimônio pessoal da apresentadora.

É de conhecimento notório a fama internacional de Mick Jagger, um astro do rock britânico que durante toda sua carreira se posicionou contra governos considerados fascistas. Mick Jagger é responsável em parte pela educação do filho, que está sob guarda de Gimenez. O artigo de Tardelli justamente confronta os discursos feitos durante toda a carreira do músico, com a realidade em que vive o filho brasileiro.

Sendo assim, em atenção à ação movida pela apresentadora, tanto a CartaCapital, quanto Brenno Tardelli repudiam a decisão de primeira instância que, em sede de tutela de emergência, não apenas determinou a suspensão do texto, como também proibiu que ambos repercutissem o assunto novamente. Trata-se de censura prévia, jamais vista nessa revista, que se estendeu por um ano, um verdadeiro absurdo contra a imprensa livre brasileira.

Recente decisão do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo manteve a censura da publicação, o que ainda consideramos uma grave interferência na liberdade de imprensa e de crítica, porém concedeu vitória parcial para a CartaCapital e Brenno Tardelli a fim de permitir abordagem do fato.

Continuaremos defendendo, como estamos fazendo no processo judicial, que o contexto da matéria denota uma legítima crítica, que não viola direitos da apresentadora e, assim, não desrespeita os limites do direito fundamental à liberdade de expressão.

Fonte: Agência Brasil

- PUBLICIDADE -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

MPF: populações vulneráveis continuam sem acesso a

Falta de informações e barreiras tecnológicas, burocráticas...

Varejista vaza imagens do Google Pixel 4a 5G

A rede varejista inglesa John Lewis queimou a largada e postou em seu site fotos e informaes tcnicas sobre o Google Pixel 4a 5G,...

Office 2019 poderá ser adquirido por compra única em 2021

O pacote Office 2019, da Microsoft, dever oferecer a possibilidade de compra nica, alm da assinatura mensal ou anual j conhecida. O conjunto de...

Portal Goiás – Governo não recomenda volta de torcedores aos estádios

O governador Ronaldo Caiado não avaliza a volta da torcida goiana aos estádios de futebol neste momento e cita como fatores impeditivos...
- PUBLICIDADE -

Continue Lendo

- PUBLICIDADE -