33.4 C
Distrito Federal
quinta-feira, 1 outubro, 2020 - 19:53 PM
No menu items!
- PUBLICIDADE -

Traçado da nova W9 já aparece no Noroeste – Agência Brasília

Mais Lidas

Ouvidoria recebe, GDF Presente atende – Agência Brasília

No Riacho Fundo II, foram recolhidas 251 toneladas de entulho das ruas, estradas e áreas públicas| Foto: DivulgaçãoO...

09 SETEMBRO

09 SETEMBRO Fonte: Agência Brasília

11/09/2020

11/09/2020 Fonte: Agência Brasília

Foto: Paulo H Carvalho / Agência Brasília

As obras de execução da complementação da W9, no Setor Habitacional Noroeste, que recebem R$ 1,7 milhão de investimentos da Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap), seguem em andamento.

Já se pode ver por onde os carros irão trafegar na nova Avenida dos Ipês – como será chamada a via. Isso porque já foi feita a limpeza de toda a vegetação do local.

Agora, é realizada a demarcação topográfica para traçar o pavimento da pista. Após concluído este passo, prosseguem a drenagem pluvial e a pavimentação asfáltica – de 650 metros  – finalizando as obras, sob responsabilidade da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap).

Uma vez concluída, a W9 permitirá o tráfego de veículos entre o Setor de Transporte Norte (STN) e a DF-040, próximo ao Setor de Recreação Pública Norte (SRPN). A via terá duas pistas com três faixas cada uma. Segundo o diretor Técnico da Terracap, Hamilton Lourenço Filho, a nova avenida terá capacidade para aguentar um fluxo maior de carros. “Estamos entusiasmados com a finalização da W9, no Noroeste. A previsão é que a obra seja entregue à população até o final do ano”, ressalta.

A W9 é a principal avenida no projeto urbanístico do Noroeste e uma demanda antiga de moradores da região e do setor produtivo local. A obra ficou parada desde 2004 aguardando uma conciliação entre os poderes públicos e comunidades indígenas, que ocupavam um trecho da área onde passará a via.

Em outubro de 2019, a Terracap, a Defensoria Pública do Distrito Federal, a Defensoria Pública da União, o Ministério Público Federal, a Funai e as famílias das etnias Kariri-Xocó e Tuxá assinaram um termo de compromisso entre as partes para a transferência das famílias para nova área, nas imediações do bairro.

No início do mês de julho, a Terracap entregou as chaves das casas provisórias à cacique Ivanice Tanoné, representante das tribos. Com o cumprimento do acordo, foi dado início imediato às obras. Somente para a complementação da via, serão utilizadas 1,3 mil toneladas de massa asfáltica, estima a Novacap.

Para o diretor de Urbanização da Novacap, Sérgio Lemos, a W9 vai beneficiar os moradores de toda a região, assim como ajudar a melhorar o Índice de Desenvolvimento Humano do Distrito Federal. “Fazer uma cidade com planejamento, que atenda a todos os requisitos necessários de infraestrutura, é diferente de fazer uma engenharia reversa. Quando entramos, por exemplo, com saneamento, pavimentação, melhoramos a qualidade de vida das pessoas”, diz.

Desenvolvimento

Uma fez finalizada, a W9 tem grande potencial de trazer desenvolvimento para a região. É o que explica o presidente da Associação de Empresas do Mercado Imobiliário do Distrito Federal (Ademi), Eduardo Aroeira. Para ele, a desobstrução da via w9 terá alto impacto na qualidade de vida dos moradores do bairro.

“A W9 foi projetada para ser a principal via do Noroeste. Com as obras concluídas, naturalmente grande parte do tráfego do bairro passará por ela”, sintetiza. Aroeira comenta que adjacente à via se encontra a grande maioria dos empreendimentos comerciais do bairro, principalmente lojas. “Essa abertura, então, significa o estímulo para o comércio no bairro, gerando emprego e renda para a cidade”.

Entenda o acordo

O local demarcado para a construção da reserva indígena é conhecido como ARIE Cruls. Na área de 14 hectares será construída, em definitivo, a Reserva Indígena Kariri-Xocó e Tuxá do Bananal-DF. A Terracap deverá implementar, no prazo de um ano, a infraestrutura da área, que inclui o sistema de abastecimento de água, esgoto e energia.

Ainda serão construídas 16 unidades habitacionais, uma estrutura de guarita, um centro cultural, sete ocas pequenas, um terreiro, além de uma casa de produção de farinha para apoiar a sustentabilidade da aldeia. Todo o perímetro da reserva foi cercado pela agência.

 

* Com informações da Terracap

Fonte: Agência Brasília

- PUBLICIDADE -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

Vírus da Covid-19 usa estratégia similar à do HIV, afirma estudo

Infectar e se replicar dentro das próprias células que defendem o organismo. Essa é a estratégia do vírus HIV,...

Fusões e aquisições de startups brasileiras batem recorde em 2020

At setembro, j foram realizadas 100 operaes de fuso e aquisio de startups no Brasil. Com isso, 2020 se consagra comoo ano em que...

Nubank vira marca de roupas para comemorar crescimento

De carto de crdito a banco. De banco a corretora de investimentos. De corretora de investimentos a marca de roupas. Essa a trajetria...

Portal Goiás – TBC Memória ganha vida própria no sábado na TV Brasil Central

Especial jornalístico da TV Brasil Central que iniciou como quadro dos telejornais da emissora, o TBC Memória vai ganhar vida própria, como...

Drone bate recorde de distância em transporte de órgãos humanos

A empresa de logstica norte-americana MissionGO se uniu Rede de Doadores de Nevada para realizar um teste de transporte de rgos humanos, mais...
- PUBLICIDADE -

Continue Lendo

- PUBLICIDADE -