29 C
Distrito Federal
segunda-feira, 28 setembro, 2020 - 01:27 AM
No menu items!
- PUBLICIDADE -

Exame de sangue poderá identificar danos cerebrais em recém-nascidos

Mais Lidas

Ouvidoria recebe, GDF Presente atende – Agência Brasília

No Riacho Fundo II, foram recolhidas 251 toneladas de entulho das ruas, estradas e áreas públicas| Foto: DivulgaçãoO...

09 SETEMBRO

09 SETEMBRO Fonte: Agência Brasília

11/09/2020

11/09/2020 Fonte: Agência Brasília

Uma equipe de cientistas do Imperial College em Londres, no Reino Unido, em parceria com pesquisadores da Índia, Itália e EUA desenvolveu um teste genético que é capaz de identificar bebês que correm risco de dano cerebral devido à falta de oxigênio no nascimento.

O teste analisa amostras de sangue em busca de genes que quando ativados ou desativados estão relacionados a problemas neurológicos a longo prazo, como paralisia cerebral ou epilepsia. A expectativa é que um diagnóstico precoce possibilite o tratamento antes que o problema se torne permanente.

O estudo foi feito na Índia, onde de 500 mil a 1 milhão de bebês nascem todo o ano sofrendo com privação de oxigênio, o que pode ser causado por fatores como pouco oxigênio no sangue da mãe, infecções ou complicações com o cordão umbilical durante o nascimento.

Amostras de sangue de 45 bebês foram coletadas até seis horas após o nascimento e eles foram acompanhados até os 18 meses de vida para determinar quais tiveram danos cerebrais. As amostras foram então analisadas para determinar a expressão dos genes, ou seja, quais foram “ligados” e “desligados”, e comparadas com bebês saudáveis em busca de diferenças.

A equipe encontrou 855 genes que foram expressos de forma diferente, com dois deles mostrando a diferença “mais significativa”. Identificar o mecanismo que causa sua expressão pode levar a uma melhor compreensão das neurodeficiências causadas pela privação de oxigênio, e como impedir que elas ocorram.

Segundo o Dr. Paolo Montaldo, do Centro para Neurociência Perinatal do Imperial College e líder do estudo, “sabemos que uma intervenção rápida é a chave para prevenir os piores resultados em bebês que sofreram privação de oxigênio, mas saber quais bebês precisam desta ajuda, e qual a melhor forma de ajudá-los, ainda é um desafio.

Fonte: Medical Express


Saúde Medicina Índia tecnologia medicinal genética sequenciamento genético bebê

Fonte: PMDF

- PUBLICIDADE -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

Atlético-GO e Botafogo empatam em 1 a 1 no estádio Olímpico

Empate que não foi bom para ninguém. Atlético-GO e Botafogo ficaram no 1 a 1, no Estádio Olímpico, em...

Turismo no DF é destaque na Abav Collab – Agência Brasília

As opções turísticas oferecidas por Brasília estão expostas no stand virtual organizado pela Secretaria de Turismo do Distrito Federal (Setur-DF)  dentro do Abav...

Adolescente é aprendido com drogas em Ceilândia

Um adolescente de 16 anos foi apreendido por ato infracional análogo ao crime de tráfico de drogas, por volta das 16h deste domingo (27),...

Portal Goiás – Governo anuncia promoção de 1.985 militares

Depois de extinguir a 3ª classe de soldados, em março de 2019, o governador Ronaldo Caiado irá promover, automaticamente, os 1.985 militares,...
- PUBLICIDADE -

Continue Lendo

- PUBLICIDADE -