in

Entregador humilhado por homem de condomínio de luxo recebe

O motoboy Matheus Pires Barbosa, de 19 anos, ganhou a atenção do país nas últimas 24 horas, após a divulgação de um vídeo em que foi humilhado por um morador de um condomínio de luxo de Valinhos, em São Paulo. A cena trouxe à tona mais um episódio de racismo e preconceito de classe no Brasil e sensibilizou internautas que passaram a se organizar em solidariedade ao entregador, que agora ganhou uma vaquinha virtual.  

A ideia dos mobilizadores é arrecadar fundos para viabilizar uma estabilidade financeira para Matheus durante a pandemia, momento em que muitos trabalhadores perderam o emprego e acabaram se tornando entregadores de aplicativo como forma de automanutenção. A vaquinha tem como meta a marca de R$ 150 mil e, neste sábado (8), ultrapassou os R$ 109 mil, com a ajuda de 2.181 apoiadores. O caixa atual já representa 73% do horizonte do grupo, que ainda tem 15 dias para chegar ao montante desejado.

Em meio à repercussão do caso, o entregador também ganhou novos adeptos nas redes sociais. Neste sábado, o perfil de Matheus no Instagram, por exemplo, chegou a 1,4 milhão de seguidores. Diferentes internautas postaram mensagens de estímulo ao trabalhador. “Sucesso na vida. Você merece isso e muito mais”, disse um deles. “A sua humildade foi sua grande riqueza, parabéns. Continue sempre com essa calma e inteligência”, comentou outro.

Na noite de sexta (7), ele publicou uma postagem em que agradeceu pelo apoio. O motoboy também exibiu vídeos de amigos que atuam como entregadores e relatam dificuldades relacionadas ao tratamento de determinados clientes durante o trabalho.

“[É] pro pessoal do Brasil inteiro saber como é a vida dos motoboys e entregadores no Brasil. Só apareceu tudo isso porque foi filmado, mas isso acontece todo dia, toda hora e ninguém faz nada”, disse um trabalhador não identificado no vídeo. “Dessa vez foi o Matheus, mas que isso seja divulgado o máximo possível e que as pessoas tenham consciência que somos pais de família”, afirmou outro motoboy também sem identificação.

A cena de humilhação que envolveu Matheus Pires Barbosa ocorreu no último dia 31, mas veio à tona esta semana, com a divulgação do vídeo nas redes sociais. A filmagem ganhou destaque na mídia nacional e mostra Matheus sendo humilhado pelo contador Mateus Couto, 31, com termos como “preto”, “favelado” e “pobre”. O morador também destacou o “tênis furado” do entregador e disse que ele teria “inveja disso aqui”, em referência à pele branca do contador.

O caso foi registrado numa delegacia de polícia de Valinhos e resultou num boletim de ocorrência por injúria racial. De acordo com informações divulgadas pela imprensa, o agressor deu prosseguimento às ofensas na unidade policial.  Ao comparecer à delegacia, o pai de Couto disse que o filho seria um paciente psiquiátrico e faz tratamento para esquizofrenia.

Edição: Marina Selerges

Fonte: Agência Brasil

What do you think?

Written by admin

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Bolsonaro edita MP para Caixa vender área de seguros e ‘setores não estratégicos’

Período de seca não pode ser motivo para descuidar do combate à dengue – Secretaria de Saúde do Distrito Federal