in

Oportunidades nas agências do trabalhador pagam até R$ 3,5 mil – Agência Brasília

O profissional açougueiro é o mais procurado nas agências do trabalhador, nesta terça-feira (11). São 42 vagas, divididas em cinco postos de trabalho diferentes. A remuneração oferecida varia entre R$ 1.140 e R$ 1.700. Para qualquer uma delas, é preciso ter ensino fundamental.

Ao todo, são 166 vagas abertas em 30 profissões diferentes. Entre elas, sete permitem candidatos com algum tipo de deficiência: auxiliares de limpeza, de linha de produção, de padeiro e de serviço de alimentação, fiscal de prevenção de perdas e repositor de mercadorias. Juntas, somam 53 vagas, com remuneração entre R$ 1.100 e R$ 1.198,47, mais benefícios.

Logística

As oportunidades para auxiliar operacional de logística e para ajudante de carga e descarga de mercadoria oferecem uma dezena de vagas cada uma. Nesses casos, o candidato deve ter ensino médio completo e experiência na área. Para o primeiro, o salário oferecido é de R$ 1.243,67. Para ajudante, a remuneração é de R$ 1.184,50.

O mercado de trabalho ainda procura por serralheiro, atuário, carpinteiro, colorista, costureira, cozinheiro, designer de interiores, empregado doméstico, garçom, marceneiro, operador de escavadeira, técnico de enfermagem, torneiro mecânico, vendedor, além de auxiliares contábil, de cozinha, de limpeza e de manutenção predial.

Sine Fácil

Os interessados em concorrer a alguma das vagas devem procurar uma das agências do trabalhador, que funcionam de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Também é possível buscar pelo aplicativo Sine Fácil – que, em virtude da pandemia de Covid-19, também disponibiliza o serviço. Só serão encaminhados às vagas aqueles que se encaixarem no perfil solicitado pelas empresas.

Fonte: Agência Brasília

What do you think?

Written by admin

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Entidades reagem com “perplexidade” à ação da Lava Jato contra

Expressões culturais na Argentina se adaptam em tempos