25.4 C
Distrito Federal
quinta-feira, 22 outubro, 2020 - 20:03 PM
No menu items!
- PUBLICIDADE -

A ameaça das armas controladas por inteligência artificial pode ser real

Mais Lidas

Com a evoluo da tecnologia, a inteligncia artificial (IA) se tornou parte integrada da vida das pessoas, facilitando muitas atividades. No entanto, mesmo ajudando no dia a dia, as armas comearam a se beneficiar de seu uso em situaes de combate.

Atualmente, armas baseadas em IAformam algumas das estratgias de segurana mais importantes dos Estados Unidos, Chinae Rssia. Em alguns casos, inclusive, as armas possuem poderes autnomos de funcionamento baseados em inteligncia artificial. Isso faz com que, em teoria, essas mquinas possam tomar decises prprias para ferir e matar pessoas com base em sua programao, sem qualquer interveno humana.

Como justificativa para essa utilizao, os pases que as possuem apontam que essas armas com IAso uma forma de responder a ameaas emergentes em velocidade superior humana. Eles tambm afirmam que elas reduzem o risco para os militares e aumentam a capacidade de acertar alvos com maior preciso.

No entanto, terceirizar as decises que envolvem o uso de fora viola a dignidade humana – alm de ser incompatvel com o direito internacional, que exige julgamento humano considerando o contexto das situaes.

Na verdade, o papel desempenhado por pessoas nas decises sobre o uso da fora tem sido alvo de discusses constantes em reunies das Naes Unidas. Em muitas das ocasies, foi defendida a ideia de que inaceitvel por motivos ticos e legais delegar decises sobre o uso da fora a mquinas “sem qualquer controle humano”.

Discusso de aes

Armas controladas por inteligncia artificial so alvo de discusses constantes. Foto: Laurent T/ Shutterstock

Muitos locais, como os Estados Unidos e o Reino Unido, possuem uma perspectiva um pouco diferente sobre controle humano. Por conta disso, eles defendem um modelo de perspectiva distribuda em relao operao desses equipamentos.

De acordo com eles, o controle humano acontece em todo o ciclo de vida das armas – do desenvolvimento ao uso em algumas situaes. Por isso, segundo os defensores, os equipamentos so projetados para agir como se fossem pessoas tomando essas decises. No entanto, ao contrrio das mquinas, as aes humanas de usar a fora no so programadas.

De fato, o peso das obrigaes do direito internacional humanitrio se aplica s decises de usar ou no uma ttica ofensiva. Por isso, a mente humana pode considerar alguns fatores que talvez as armas controladas por IAno podem.

Isso porque algumas decises rpidas requerem avaliao humana constante – que no podem ser obtidas com um algoritmo. Esse especialmente o caso da guerra urbana, em que civis e combatentes esto no mesmo espao.

Ter mquinas capazes de tomar a deciso de acabar com vidas humanas viola a dignidade das pessoas ao reduzi-las a objetos. Como apontado por Peter Asaro, filsofo da cincia e tecnologia, “uma mquina no pode ser programada para apreciar o valor da vida humana”.

Por conta dessas questes, muitos governos defendem novas regras gerais para garantir o controle humano sobre os sistemas de armas autnomos. Mas, alguns outros, incluindo os Estados Unidos, afirmam que a legislao internacional existente suficiente.

Via: TechXplore

Fonte: PMDF

- PUBLICIDADE -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

JavaScript se consolida como a linguagem de programação mais popular

Segundo uma pesquisa da empresa de anlise de mercado SlashData, a linguagem de programao mais popular na atualidade JavaScript, que incluindo variantes como...

Veja o gameplay de Rambo em Mortal Kombat 11

John Rambo est de volta, mas desta vez no nas telas dos cinemas: o icnico soldado vivido nos filmes por Sylvester Stallone ser...

Pandelivery: filme retrata cotidiano e condições de trabalho

No último dia 15, foi lançado o documentário Pandelivery, produzido em São...

Estrela da Via Láctea que emitiu ondas de rádio pulsa novamente

A estrela morta responsvel pela primeira deteco de "exploses rpidas de rdio" (FRBs, ou "Fast Radio Bursts") na Via Lctea, feita em abril, explodiu...
- PUBLICIDADE -

Continue Lendo

- PUBLICIDADE -