“A voz cristã foi marginalizada”, diz evangelista preso por pregar na pandemia

0
213


Andrew Sathiyavan foi preso e multado em 100 libras por pregar durante a pandemia, mas conseguiu anular sua multa em uma batalha judicial. A prisão aconteceu no domingo de Páscoa de 2020, durante lockdown imposto para tentar impedir o avanço da Covid-19.

Ele foi preso em Sutton High Street, acusado de comportamento anti-social e mantido sob custódia por seis horas, não podendo falar com sua esposa.

Após tentar recorrer, sua multa chegou a ser aumentada em 500 libras, quando os tribunais alegaram que ele deveria ter continuado seu ministério online, em vez de nas ruas.

Ao Premier Christian News, Andrew Sathiyavan disse que sentiu que era uma oportunidade boa para levar o Evangelho às ruas.

“Senti que era uma oportunidade muito boa, como Jesus fez, para levar o evangelho às ruas”, disse.

“O tribunal ou a polícia me disseram para fazer isso online. Como pregador de rua, você não pode fazer isso online, porque as pessoas quebradas, os sem-teto, os viciados em drogas, as pessoas que precisam desesperadamente estão nas ruas”, continuou.

De acordo com o evangelista, ao ouvir que a pregação do Evangelho não era essencial, não era importante, respondeu dizendo que aquilo era a coisa mais importante.

“Eu disse ‘escute, esta é a coisa mais importante”, disse.

Com a ajuda de Christian Concern, Andrew teve seu caso anulado.




Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here