Covid-19: aulas on-line podem ter ajudado saúde mental de adolescentes, diz estudo

0
8


Um recente estudo revelou que as aulas on-line durante o fechamento das escolas na pandemia da Covid-19 podem ter ajudado a saúde mental de adolescentes. Para os pesquisadores, o desempenho acadêmico e a oportunidade de interação com colegas e professores podem ter sido um “escape” para o período de isolamento. 

Publicada no Psychiatry and Clinical Neurosciences, a pesquisa ouviu, a partir de um questionário, um total de 5.000 alunos de 21 escolas de ensino fundamental e médio no Japão. Segundo o Medical Xpress, que divulgou os dados, a implementação de aulas on-line foi associada a menores taxas de sintomas emocionais e dependência de smartphones.  

publicidade

Covid-19: aulas on-line podem ter ajudado na saúde mental de adolescentes, diz estudo. Crédito: Shutterstock

Durante a pandemia da Covid-19, diversas escolas em todo o mundo fecharam as portas e precisaram adaptar as aulas de forma on-line. Estudos anteriores indicaram que os sintomas de saúde mental em crianças e adolescentes pioraram durante o período, que alterou o estilo de vida, rotina, entre outras atividades e interações – de lazer ou não.  

Mesmo após a flexibilização e reabertura de algumas instituições, no entanto, a taxa estimada de suicídio entre os jovens japoneses aumentou 1,49 vezes em comparação com o início da pandemia. O dado foi um dos motivos pelo qual levou a pesquisa a avaliar a relação das aulas on-line e a saúde mental de adolescentes – mesmo após a reabertura das escolas. 

“Nosso objetivo foi investigar a relação entre as aulas on-line durante o fechamento nacional das escolas e os sintomas de saúde mental após a reabertura das escolas. Nós levantamos a hipótese de que as aulas on-line durante o fechamento nacional das escolas estariam relacionadas a taxas mais baixas de sintomas posteriores de saúde mental”, disse o autor sênior, Kiyoto Kasai, da Universidade de Tóquio. 

Leia mais! 

“Achados anteriores sugeriram que eventos adversos, como desastres naturais e privação social, estão associados ao aumento dos sintomas de saúde mental entre adolescentes. Durante o evento adverso em curso, a Covid-19, é importante investigar se a implementação de aulas on-line tem um potencial efeito protetor sobre esses sintomas”, acrescentou. 

Contudo, o estudo destacou que, considerando pesquisas anteriores, há resultados mistos sobre o tema. A análise atual se concentrou em apenas entender se o estudo via internet ajudou a saúde mental dos alunos durante o período de fechamento de todas as escolas. Um comparativo também pôde ser feito entre alunos que voltaram para o presencial antes de outros. 

“Durante o fechamento da escola local, os alunos que participaram de aulas on-line podem ter sentido que perderam seus recursos (por exemplo, ambiente de aprendizagem e oportunidades de interação social), em comparação com aqueles em aulas presenciais. No entanto, durante o fechamento nacional das escolas, os alunos que participaram das aulas on-line podem ter sentido que estavam ganhando recursos em vez de perdê-los, resultando em menos estresse”, explicou Kasai. 

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!





Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here