Vereadora de Niterói (RJ) diz ter recebido ameaça de morte

0
21


A vereadora do município de Niterói, na região metropolitana do Rio de Janeiro, Benny Briolly (PSOL) divulgou em suas redes sociais reprodução de um e-mail que teria sido enviado pelo deputado estadual Rodrigo Amorim (PTB). O texto de cunho racista e transfóbico termina com uma ameaça de morte: “quero ver você me processar de dentro de um caixão. Já estou contando as balas.”

Leia mais: “Somos diferentes em tudo, mas temos que ser respeitadas, respeitados e respeitades”

O e-mail teria sido enviado no dia 25 de maio para o mandato da vereadora e foi divulgado na última quinta-feira (23). O endereço que consta na mensagem aponta para o e-mail oficial do deputado Amorim na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj). Além dos ataques a Benny, ofensas também foram dirigidas à deputada estadual Renata Souza (PSOL), que foi ameaçada de morte, e ao vereador da capital fluminense Tarcísio Motta, do mesmo partido.

“Já você não deve falar nada e nem me processar. Se você não desistir do processo contra mim, vou fechar essa sua boca podre para sempre. A sua e a da vaca da Renata Souza, foi culpa dela tudo isso”, diz um dos trechos da mensagem. 

A assessoria jurídica de Benny já informou o caso ao Programa de Proteção a Defensores de Direitos Humanos e, junto ao Instituto de Defesa da População Negra, irá à Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) para formalizar a denúncia.

Já Renata Souza informou que está tomando medidas cabíveis para que o caso seja investigado. 

Leia mais: Deputada Renata Souza pede que MP investigue Rodrigo Amorim por injúria e violência de gênero

Pelas redes sociais, Amorim disse que a mensagem é falsa. O deputado registrou queixa na Delegacia de Repressão a Crimes de Informática (DRCI) e solicitou perícia à tecnologia da Alerj para apurar o caso. Ao se defender, Amorim se referiu a Benny, que é uma mulher trans, como “vereador”.

A assessoria da Alerj informou ao Brasil de Fato que a Corregedoria da Casa vai instaurar investigação preliminar para apurar as ameaças à vereadora Benny Briolly. As subdiretorias gerais de Informática e de Segurança também deverão colaborar com as apurações.

Fonte: BdF Rio de Janeiro

Edição: Jaqueline Deister





Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here