Flordelis relata ter alucinações e pesadelos na prisão

0
21


Flordelis antes e depois da prisão
Flordelis antes e depois da prisão

A ex-deputada federal Flordelis, que está presa desde agosto de 2021, foi avaliada em um hospital psiquiátrico a pedido dos seus advogados. Também pastora e cantora gospel, Flordelis é acusada de ser mandante da morte do marido, o pastor Anderson do Carmo.

Segundo o jornal EXTRA, a religiosa relatou que escuta vozes e gritos, além de ter pesadelos recorrentes. Os profissionais do Hospital Pena Psiquiátrico Roberto Medeiros concluíram que Flordelis não apresenta motivos para ser internada.

A pastora já faz uso de remédios psiquiátricos e, segundo o laudo, atribui o próprio quadro ao ócio e ao fato de estar isolada. Flordelis está detida na penitenciária Talavera Bruce, no Rio de Janeiro.

Aos profissionais, Flordelis relatou ainda que teve perda de memória e só se recorda de episódios ocorridos há 29 anos, quando começou a acolher crianças e adolescentes em sua casa na favela do Jacarezinho.

Ela contou também ter feito acompanhamento psiquiátrico na infância, após a morte do pai. Segundo ela, os atendimentos decorriam de “surtos e desmaios”. A pastora diz ter conhecimento desses fatos pela mãe e irmã.

O psicólogo que avaliou Flordelis abordou ainda questões relativas à morte de seu marido. O profissional atestou que a ex-parlamentar evitava falar sobre o crime e observou sinais de ansiedade quando questionada sobre seu relacionamento com Anderson.

O psicólogo apontou ainda que Flordelis dissimulou elementos que indicassem conflito no relacionamento com o marido, mas relatou comportamentos que sugerem atitudes abusivas dele contra ela e os filhos.

Atendida pelo psiquiatra Mauro Acselrad, a ex-deputada foi atestada com quadro de estabilidade emocional, mas será novamente avaliada depois de um período de tempo. O julgamento de Flordelis está marcado para o dia 12 de dezembro de 2022.

Folha Gospel com informações de EXTRA e TV Jornal





Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here