AGÊNCIA BRASÍLIA

A Secretária da Mulher, Ericka Filippelli, participou hoje (07) do lançamento da Câmara da Mulher Empreendedora e Gestora de Negócios, que tem como objetivo estruturar e apresentar propostas que promovam o desenvolvimento da mulher em âmbito econômico, empresarial, de responsabilidade social e cultural. “Muitas vezes, por conta das limitações de tempo, empreender pode ser uma saída para as mulheres em situação de vulnerabilidade social ou de vítimas de violência, pois o empreendimento pode gerar maior qualificação profissional e, muitas vezes, maior equilíbrio entre a vida pessoal e profissional”, disse Filippelli.

Destacando as ações do Governo do Distrito Federal para o investimento no empreendedorismo feminino, a secretária da mulher falou da criação da Rede Sou Mais Mulher, instituída pelo governador Ibaneis Rocha no dia 8 de março e noticiou, em primeira mão, o espaço Empreende Mais Mulher que funcionará na Agência do Trabalhador, em Taguatinga.

Beatriz Guimarães, presidente da Câmara, destacou a relevância do papel feminino no mundo dos negócios e falou sobre o objetivo central do coletivo que é o de auxiliar as mulheres empreendedoras da capital da República na superação dos gargalos existentes no setor. “A mulher ao longo dos anos vem conquistando seu espaço com protagonismo na economia do nosso país, além de ser a responsável pelo equilíbrio da sociedade. Mulher para mim é sinônimo de humanidade, porque sem a mulher não existe humanidade, não existe vida”, disse.

A secretária de Turismo, Vanessa Mendonça, afirmou que as mulheres do DF precisam ter um olhar voltado para os investimentos que podem fazer na cidade, em todos os setores, para que sejam protagonistas na geração de empregos. E destacou que o turismo é a atividade que mais gera empregos. Segundo a secretária, um a cada 5 empregos é gerado em atividades ligadas ao turismo.

A Câmara da Mulher Empreendedora tem como objetivo mostrar a responsabilidade da mulher do Distrito Federal com o futuro da cidade, além da importância e coragem no investimento do empreendedorismo local.

Presente no evento, Luciana Burco Maciel, diretora da Câmara das Mulheres Empreendedoras da Fecomércio em Curitiba, alertou: ” Além de contribuir com riqueza e emprego das cidades, as mulheres precisam liderar os processos, precisam colocar sua força em prática no mercado de trabalho.” Também participaram da mesa de lançamento da CMEG o diretor da Federação Rogério Tokarski; a subsecretária-geral da CNC, Cláudia Brilhante; a diretora de Administração e Finanças do Sebrae-DF; Rose Rainha; a procuradora Especial da Mulher da Câmara Legislativa, deputada distrital Júlia Lucy; a coordenadora da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos da Mulher na Câmara Federal, deputada Celina Leão (PP); e a deputada federal Flávia Arruda (PR).

Composição
A Câmara de Mulheres Empreendedoras da Fecomércio-DF foi composta por 10 conselheiras notáveis que são mulheres que se destacam na vida empresarial, empreendedora e na gestão de negócios no Distrito Federal, 26 representantes da sociedade civil e 26 representantes sindicais dos sindicatos patronais filiados a Fecomércio. Todas receberam o certificado de posse como membro da câmara. O Sebrae do Distrito Federal é um dos parceiros estratégicos na atuação do grupo. A gerente-adjunta da Unidade de Cultura Empreendedora do Sebrae Nacional, Renata Malheiros, ministrou palestra sobre o tema: Mulheres Empreendedoras no Brasil.

*Com informações da Secretaria da Mulher