Campeonato de xadrez on-line é um sucesso

0

O I Campeonato On-line de Xadrez Escolar, dos Jogos Escolares do DF, que aconteceu neste fim-de-semana, foi um sucesso de público e de participação. O torneio, disputado por 206 estudantes de 130 escolas públicas e privadas, foi acompanhado on-line por mais de mil pessoas, um feito para o xadrez escolar. Todos os jogadores vão receber certificado de participação.

 A primeira colocação ficou com o estudante Leonardo Tomazette, do Colégio Leonardo da Vince. Em segundo lugar, Luigy Lira, do Colégio Objetivo. Em terceiro, Antônio Milet, também do Leonardo da Vince. O melhor colocado da rede pública foi Felipe Gomes, do Centro de Ensino Fundamental 13, de Ceilândia, que ficou em quarto lugar, seguido por Saymon Silva Santos, do Centro de Ensino Médio Escola Industrial de Taguatinga (Cemeit).

 Divisor de águas

Felipe Gomes, do 9º ano do Centro de Ensino Fundamental 13, de Ceilândia, joga xadrez há quatro anos. Ele conta que foi uma forma de fazer novos amigos e também contribuiu para melhorar suas notas. “A prática ajuda bastante em algumas áreas de exatas. Meu desempenho aumentou bastante, principalmente porque agora eu consigo focar melhor, tenho mais facilidade em cálculos”, diz o adolescente, que pensa em cursar Direito, profissão que requer muito do que é exercitado no xadrez.

 “Foi um divisor de águas na vida do meu filho, na vida pessoal e acadêmica. Melhorou o desenvolvimento, a comunicação, a autoestima”, comemora a mãe, Cleuzimar Gomes de Siqueira, professora dos anos iniciais na rede municipal de Águas Lindas de Goias, que, desde o começo, incentivou o jovem na prática do esporte.

Felipe já participou de 30 torneios. Venceu o 1º Campeonato da Escola Parque Anísio Teixeira e os Jogos da Primavera, ambos de Ceilândia, em 2019. O primeiro colocado, Leonardo Tomazette, foi comemorar a vitória. Nem deu para falar com a reportagem.

 Ferramenta pedagógica

 Em tempos de isolamento social e da suspensão das atividades presenciais nas escolas, por força da pandemia da covid-19, o xadrez ganhou mais espaço. É um esporte que pode ser praticado on-line sem mudança de regras.

 “O xadrez foi um esporte que avançou na rede em 2020 e é uma importante contribuição ao processo de ensino. É uma modalidade histórica, que exige do jogador um raciocínio rápido, o conhecimento abstrato, a tomada de decisões sob pressão, arcar com as consequências das suas jogadas erradas. Ele complementa as outras disciplinas”, disse o diretor de Educação Física e Desporto Escolar (DEFIDE) da SEEDF, Marcelo Ottoline, comemorando a qualidade técnica do torneio.

 Narração

A narração ajudou a manter o público ligado nos dois dias de jogos. Saúl Bonfim, coordenador Intermediário de Apoio da Unidade de Educação Básica (Unieb) de Taguatinga, e Gabriel Vaz, ex-estudante de escola pública e jogador em torneios universitários, mostraram que conhecem o xadrez como ninguém.

 Contavam o que estava acontecendo a cada jogada, mostrando as partidas de forma intercalada, passando a emoção dos jogos, sem deixar nenhum “buraco” na narrativa, que teve uma transmissão técnica de alto nível no canal da SEEDF no YouTube, o EducaDF.

 “Perder e ganhar faz parte. A gente continua jogando pra melhorar o nosso xadrez”, dizia Saúl já no primeiro dia, sempre incentivando os participantes e todos que estavam na torcida via chat.

 Gabriel destacou a qualidade dos jogadores. “Partidas muito boas, nível de jogo excelente. É impressionante a capacidade de cálculo e de posicionamento dos participantes. O nível do xadrez brasiliense é muito alto”, avaliou.

Dinâmica

 No primeiro dia, foram três horas de jogos do Xadrez Suíço, onde todos concorreram na mesma categoria. Cada um disputou oito partidas de dez minutos cada, na plataforma oficial do evento, Lichess. Somados os pontos, ficaram os 50 classificados para a segunda e última fase.

 Neste segundo dia de competição, os jogos tiveram duas horas de duração, no formato Torneio de Arena, com partidas de sete minutos para cada jogador, os vencedores foram se enfrentando até chegar aos três campeões.

 Para quem quiser conferir as estratégias dos jogadores, os dois dias do campeonato estão disponíveis no ►canal Educa DF.

* Com informações da Secretaria de Educação

Fonte: Agência Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui