PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Conselho dos Direitos do Idoso realiza 5ª Conferência Distrital

Mais Lidas

Turma das creches recebe a dose neste fim de semana

Pela primeira vez desde o início do Plano de Vacinação da Educação, haverá postos funcionando no fim de...

Festa e internet grátis na reinauguração da Feira da Candangolândia

A Feira Permanente da Candangolândia foi reinaugurada neste sábado (12) com a presença do governador Ibaneis Rocha e...

O Conselho dos Direitos do Idoso do Distrito Federal-CDI/DF, órgão vinculado à Secretaria de Justiça e Cidadania, comunica a realização da 5ª Conferência Distrital dos Direitos da Pessoa Idosa, que será realizada no próximo dia 18, das 9h às 18h, por videoconferência, e abordará como tema Os Desafios de Envelhecer no Século XXI e o Papel das Políticas Públicas.

A conferência será realizada por videoconferência, para que a sociedade civil possa participar da forma mais segura possível | Foto: Jhonatan Vieira/Sejus-DF

A conferência foi convocada e aprovada em reunião firmada neste mês de junho, por meio da Resolução nº 162/2021. O tema central será abordado em quatro eixos temáticos, que tratam dos principais assuntos que regem os direitos da pessoa idosa.

“A conferência é um instrumento de suma importância para que o GDF saiba como avaliar a atual política de atendimento ao idoso e propor ações que fomentem políticas públicas para a garantia de direitos dos nossos idosos”Marcela Passamani, secretária de Justiça e Cidadania

A 4º Conferência foi realizada há cinco anos, em 2016. Houve a tentativa de realizá-la novamente em 2020, pouco antes do início da pandemia do novo coronavírus no Distrito Federal. Para evitar a possibilidade de contaminação a idosos e assegurar proteção de todos, a Sejus decidiu cancelar o evento. Este ano, a conferência será realizada por videoconferência, para que a sociedade civil possa participar desse ambiente de criação de políticas públicas da forma mais segura, em suas casas.

Propostas

O evento deste ano visa discutir propostas para enfrentamento das dificuldades vivenciadas no atendimento à pessoa idosa, em entidades governamentais e não governamentais, além de buscar estratégias conjuntas para a garantia dos seus direitos. As propostas de políticas públicas aprovadas farão parte de um relatório para compor as diretrizes relativas à temática.

O CDI/DF é um órgão de caráter paritário, consultivo e deliberativo, que tem entre os seus objetivos prioritários conscientizar a sociedade acerca dos direitos da pessoa idosa e fortalecer o processo democrático por meio do seu protagonismo.

“A conferência é um instrumento de suma importância para que o governo do Distrito Federal saiba como avaliar a atual política de ações e atendimento ao idoso e então propor ações que fomentem políticas públicas para a garantia de direitos dos nossos idosos”, frisou a secretária de Justiça e Cidadania, Marcela Passamani.

Para Mauro Moreira de Oliveira, presidente do Conselho dos Direitos do Idoso do Distrito Federal, o fato de ser de forma virtual, não retira a importância do evento. “A importância dessa conferência, ainda que seja de forma virtual, em função da pandemia, servirá para oportunizar a sociedade a apresentar propostas de políticas públicas, voltadas às pessoas idosas do Distrito Federal, que serão debatidas, priorizadas e levadas para à Conferência Nacional, por meio de delegados, representantes do Conselho do Idoso do DF. Ressalva-se que se trata de um importante exercício de cidadania, que prioriza a participação da sociedade civil”, disse.

 

*Com informações da Sejus

Fonte: Agência Brasília

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Últimas Notícias

PUBLICIDADE

Continue Lendo

PUBLICIDADE