padrões de candlestick opções binárias gestão inteligente opçoes binarias trader esportivo operando na pratica como operar na bolsa pela xp day trade trade nos investimentos que é forex momentum trading strategy trader opçoes binarias ganha dinheiro bull investment trader fazendo lucro vendendo abtes opções binárias sinais de opções binárias bonus opções binarias 2018 sell e buy no meta trader quando operear fibonacci opções binarias opçoes binarias trader rodrigo criando seu robô para forex e opções binárias the best way to win in forex trading trading champ forex trading game apk indices em tempo real para operar opções binárias
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Estudos sobre Avenida das Cidades avançam mais uma etapa

Mais Lidas

Desenvolvimento social quer ouvir a população e os servidores

A população do Distrito Federal vai contribuir para a elaboração do Planejamento Estratégico 2021-2023 da Secretaria de Desenvolvimento...

Procura por vacinação de 50 a 59 anos é a maior até agora

O Governo do Distrito Federal (GDF), por meio da Secretaria de Saúde, registrou esta semana a maior procura...

Conplan aprova criação de lotes no Eixo Monumental

O Conselho de Planejamento Territorial e Urbano do Distrito Federal (Conplan) aprovou, nesta quinta-feira (17), o Projeto de...

A Secretaria de Transporte e Mobilidade (Semob) aprovou relatório com as contribuições da sociedade civil relativas à parceria público-privada da Avenida das Cidades. O comunicado da aprovação foi publicado nesta segunda-feira (17) no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) e a nova versão dos estudos com as contribuições acatadas pode ser acessada no site da Semob.

Expectativa é que a contratação do empreendimento ocorra no início de 2022 | Arte: Divulgação/Semob

No documento constam as 128 contribuições recebidas e as respectivas respostas, com identificação dos interessados, esclarecimentos, justificativas e decisões para a continuidade do processo.

“A Avenida das Cidades vai criar condições de desenvolvimento regional, melhorar a infraestrutura de transporte e mobilidade urbana e ampliar a oferta de serviços públicos ao longo da via”Henrique Oliveira Mendes, subsecretário de parcerias e concessões

O projeto de construção, manutenção e conservação da Avenida das Cidades foi debatido com a sociedade no dia 22 de março deste ano, em audiência pública, e ficou sob consulta pública por 40 dias, entre fevereiro e março de 2021.

O empreendimento prevê uma nova via com 26 quilômetros de extensão, que passa por sete regiões administrativas e será concedido em licitação nacional, pelo prazo de 28 anos. Prevista para ser construída em 11 anos, a obra tem custo estimado em R$ 2,9 bilhões e pode gerar cerca de 20 mil empregos na fase de implantação. A execução dos serviços deve durar 18 anos e a previsão é que sejam criados cerca de 80 mil empregos na fase de operação, totalizando 100 mil postos de trabalho no projeto.

A nova avenida tem o conceito de via urbana, com a ligação viária entre o Plano Piloto e as regiões do Guará I e II, Arniqueira, Águas Claras, Park Way, Samambaia e Taguatinga. A obra vai permitir a integração entre as cidades que hoje são separadas pelas linhas de transmissão de energia.

Desenvolvimento

O subsecretário de parcerias e concessões, Henrique Oliveira Mendes, destacou a importância da obra para o Distrito Federal. “A Avenida das Cidades vai criar condições de desenvolvimento regional, melhorar a infraestrutura de transporte e mobilidade urbana e ampliar a oferta de serviços públicos ao longo da via”, disse.

A obra também trará a implantação de 200 quilômetros de ciclovias, 900 mil metros quadrados de calçadas e o plantio de 700 mil árvores

O subsecretário acrescenta que também haverá benefícios para a mobilidade ativa e para o meio ambiente, com a implantação de 200 quilômetros de ciclovias e de 900 mil metros quadrados de calçadas e com o plantio de 700 mil árvores.

Há ainda previsão de construção de empreendimentos imobiliários ao longo da via. A expectativa é de que a região experimente o desenvolvimento socioeconômico sustentável, com a melhoria da qualidade de vida dos cidadãos.

Próximos passos

Agora, o projeto seguirá para análise do Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF). Após eventuais ajustes e aprovação pela Corte, o edital de licitação poderá ser publicado. A expectativa é que o processo licitatório ocorra ainda este ano e que a contratação do empreendimento aconteça no início de 2022.

*Com informações da Semob

Fonte: Agência Brasília

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Últimas Notícias

Desenvolvimento social quer ouvir a população e os servidores

A população do Distrito Federal vai contribuir para a elaboração do Planejamento Estratégico 2021-2023 da Secretaria de Desenvolvimento...
PUBLICIDADE

Continue Lendo

PUBLICIDADE