Terracap anuncia 137 terrenos disponíveis para venda

0

A Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap) lançou o Edital de Licitação de Imóveis nº 15/2020. Desta vez, são 137 terrenos disponíveis para venda. Há opções de lotes para morar no Jardim Botânico e no Taquari, além de projeções em outras 14 regiões administrativas que permitem a instalação de negócios dos setores do comércio, serviços, indústria e atividades institucionais.  O edital está à disposição para download no site.

Qualquer pessoa física ou jurídica pode participar da licitação. Os interessados devem ficar atentos aos prazos: caução até dia 14 de dezembro e licitação em 15 de dezembro.

As condições de pagamento são: 5% de caução, entrada (com abatimento da caução) e o restante em até 180 meses, a depender do imóvel escolhido. O edital, com a lista dos lotes, está disponível para download no site.

Todo o procedimento licitatório pode ser feito via on-line, por meio portal da agência. Já os clientes que tiverem interesse de entregar a proposta de compra e o comprovante da caução pessoalmente, ainda contam com a opção do drive thru, no estacionamento do edifício-sede da Terracap. A licitação é transmitida ao vivo pelo canal da Terracap no Youtube.

O Riacho Fundo II é um dos destaques do mês. São 28 oportunidades, atendendo praticamente a todos os ramos do setor produtivo. Em alguns casos, os terrenos também admitem o uso residencial.

Segundo dados da Administração Regional, moram no do Riacho Fundo II mais de 40 mil pessoas, o que favorece o consumo de bens e serviços no local. Na RA, há terrenos de 133 m² a 5,4 mil m². As entradas iniciam em R$ 7 mil.

Já no Recanto das Emas, há um terreno destinado para um posto de combustíveis. Além dos serviços de abastecimento, o local permite a instalação de loja de lubrificantes. A área do lote é de 1,9 mil m² e a entrada é de R$ 180 mil.

Outra opção para quem quer investir é o Paranoá. São 12 opções de terrenos no local. A região também possui mercado consumidor consolidado. Os dados do último Caderno de Demografia mostram que a contagem de habitantes do local passa os 60 mil habitantes.

Os lotes têm áreas de 1,4 mil m² a 3,6 mil m². Os lances inicias são de R$ 38 mil. O restante pode ser parcelado em 180 meses.

E quem não quer morar no Jardim Botânico? A região administrativa é composta por condomínios fechados e horizontais, possui obras de paisagismo, iluminação, além do Parque Vivencial com praças, parques infantis, quadras de esportes e pontos de encontros comunitários. Ali, a Terracap coloca para venda em dezembro quatro lotes para uso residencial unifamiliar.

Os terrenos têm metragens de 887 a 800 m², com entrada a partir de R$ 20,1 mil. O restante também pode ser financiado por 15 anos.

Para investidores, no próprio Jardim Botânico, o edital traz dois imóveis. Um com destinação comercial e outro institucional, onde pode ser construída uma escola, por exemplo. Os lotes ficam na Avenida das Paineiras e na Avenida Bela Vista, respectivamente, e têm metragens de 1 mil m² e 9,4 mil m².

Como participar da licitação?

Alguns cuidados são necessários para participar da licitação. Veja o passo a passo:

  1. Leia atentamente o edital disponível ao site da Terracap;
  2. Escolha o imóvel;
  3. Preencha a proposta de compra – disponível no site da Terracap;
  4. Recolha a caução, correspondente a 5% do valor do lote, que funciona como exigência para habilitação na licitação;

Atenção: O valor deve ser recolhido em uma agência do BRB, mediante depósito identificado, transferência eletrônica (TED) ou pagamento de boleto expedido no site da Terracap, necessariamente em nome do próprio licitante ou pelo seu legítimo procurador até o dia 14 de dezembro. A não apresentação da procuração implica em desclassificação automática do licitante. A licitação ocorrerá no dia subsequente, 15 de novembro;

  1. Entregue a proposta. Há duas opções de fazer isto: dirigir-se à Terracap e depositar o documento devidamente preenchido na urna da Comissão de Licitação, no drive-trhu disposto no estacionamento, no dia 15 de dezembro, entre 9 e 10h, ou optar pela proposta online, anexando o comprovante de pagamento de caução. Neste caso, a proposta também deve ser enviada eletronicamente no mesmo dia e horário.
  2. É dever do licitante atentar para todas as cláusulas do edital, em especial a que se refere à possível incidência do pagamento de taxa de Outorga Onerosa de Alteração de Uso (Onalt) ou do Direito de Construir (Odir).

Para os licitantes preliminarmente classificados, a documentação exigida no edital deve ser entregue por meio da plataforma online, acessando-se o site no menu Serviços, opção Requerimento Online, ou por meio do endereço eletrônico da Comissão de Licitação: [email protected].

* Com informações da Terracap

Fonte: Agência Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui