operações de trade finance pdf grátis como declarar imposto retido na fonte operações day trade revelando opçoes binaria baixar weldes 4.0 como operar em opções binárias com a modal corretora opções binárias europa opç oes binarias investimento opções binárias tendencia investir na bolsa day trade ou açoes toptrader opções binarias como operar day trade na clear planilha gratis para dobrar banca opçoes binarias como operar na plataforma olymp trade como preencher irpf operação day trade opções opções binárias planilhas para opcoes binarias indicadores solares opções binárias metatrader 5 gratis forex stock trading trade investimentos nova esperança pr 87600-000
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Jovens indígenas ganharão prêmios pela preservação de rios e oceanos

Mais Lidas

Governo unifica atendimento de saúde a vítimas de violência

Unificar as ações de prevenção e o atendimento às pessoas que sofrem qualquer tipo de violência no DF....

Oficina de primeiros socorros e workshop de bolos caseiros

Ministradas por Fernanda Pereira, formada em enfermagem e que atua há mais de 11 anos na área de...

Jovens de comunidades e indígenas de todo o Brasil, na faixa etária de 18 a 26 anos de idade, podem se inscrever gratuitamente, até o próximo dia 10, para desenvolver projetos focados na preservação da Baía de Guanabara e dos rios da Amazônia. As inscrições são feitas no endereço https://debatesideias.com.br/labjovens.

A ação faz parte do programa Lab Jovens, patrocinado pela empresa L’Oréal Brasil e que tem como tema, este ano, o combate à poluição dos oceanos e a luta contra micro-plásticos.

Os jovens deverão desenvolver um projeto-ação em defesa das águas da Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro, e dos rios da Amazônia em um ou mais campos de atuação: jornalismo e educação, engajamento comunitário, soluções científicas, propostas artísticas e cooperação internacional.

A diretora de Sustentabilidade da L’Oréal,  Maya Colombani, disse à Agência Brasil que o objetivo é educar e mobilizar a juventude sobre a conservação dos oceanos e mares, compartilhando com os jovens conteúdos “inspiradores e lógicos”, para que possam desenvolver projetos próprios em defesa dos oceanos e dos rios e “Ter um futuro mais positivo sobre os recursos hídricos do Brasil”.

Maya acredita que os jovens de hoje podem fazer a diferença no futuro. “E água é um recurso extremamente precioso. Até 2030, duas entre cada três pessoas vão sofrer de escassez de água. A água é o novo ouro da nossa sociedade. Por isso, temos que cuidar com o maior carinho”, afirmou.

Etapas

Na primeira fase da premiação, que se estenderá de 19 de junho a 24 de julho, 200 jovens selecionados participarão de seis seminários temáticos ‘online’ sobre a defesa dos oceanos e dos rios e a luta contra a poluição. Cinquenta jovens que apresentem as melhores ideias serão selecionados para a fase seguinte, que irá de 14 de agosto a 9 de outubro, na qual terão a oportunidade de ter um mentor para acompanhá-los no desenvolvimento dos projetos. Também participarão de encontros com profissionais e defensores de cada um dos campos de atuação do prêmio e de cinco ateliês de elaboração de projetos na defesa do oceano e dos rios com atividades metodológicas e debates. Os dez melhores passarão para a terceira fase e apresentarão seus projetos em um evento final, programado para novembro deste ano.

Os prêmios beneficiarão seis vencedores finais das três categorias de cada prêmio: categoria Rio, com R$ 1 mil; Mar com R$ 2 mil; e Oceano, com o valor máximo de R$ 5 mil. Os prêmios deverão facilitar a implementação dos projetos dos jovens. Os vencedores poderão ser apoiados por um fundo semente de até R$ 5 mil, concedido pela Embaixada da França e a Delegação da União Europeia no Brasil, além de receberem oportunidades de pesquisa de campo. Poderão receber também o certificado de Defensora ou Defensor dos Oceanos e Rios.

Sensibilização

A diretora de Ciência do Instituto Serrapilheira, Cristina Caldas, acredita que iniciativas que busquem sensibilizar os jovens para as questões do meio ambiente são sempre importantes e que, para que essa sensibilização seja verdadeiramente eficaz, é fundamental promover o conhecimento sobre o assunto. “Esperamos que os participantes do Lab Jovens se sintam inspirados e estimulados a se mobilizar pelo meio ambiente e pela ciência como um todo”, concluiu Cristina.

Na avaliação do Adido de Cooperação Técnica da Embaixada da França no Brasil, Damien Gairin-Calvo, o Lab Jovens é “Para todas e todos, defensoras e defensores do meio ambiente em toda sua diversidade, porque acreditamos que a troca de diferentes experiências será o motor desse projeto”.

Fonte: Agência Brasil

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Últimas Notícias

Governo unifica atendimento de saúde a vítimas de violência

Unificar as ações de prevenção e o atendimento às pessoas que sofrem qualquer tipo de violência no DF....
PUBLICIDADE

Continue Lendo

PUBLICIDADE