PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

PerifaCon estreia nova programação virtual

Mais Lidas

Setur e Amabrasília festejam a capital com solidariedade

Lançada pela Aliança das Mulheres que Amam Brasília (Amabrasília), com o apoio da Secretaria de Turismo (Setur-DF), a...

Novas lâmpadas de LED iluminam as ruas de Brazlândia

Lago Veredinha, tradicional ponto de encontro da “moçada” de Brazlândia, está entre os locais que receberam a nova...

Força de trabalho se concentra no Trecho III do Sol Nascente/Pôr do Sol

 Ação do GDF foi elogiada na região administrativa por ter sido desenvolvida mesmo diante dos contratempos causados pela...

Após quase dois anos do sucesso da primeira edição da PerifaCon, que levou mais de 7 mil pessoas à Fábrica de Cultura do Capão Redondo, em São Paulo, a Comic com promove a partir de hoje (26), até o dia 28, o festival virtual Brotando nas Redes. Com formato gratuito, gravado e ao vivo, o evento reúne painéis temáticos, ciclo de formação para quadrinistas e ilustradores.

O Brotando nas Redes promove ainda um concurso de cosplay dedicado à comunidade negra, no qual os participantes devem se fantasiar e interpretar personagens da cultura pop. Serão 17 concorrentes e o vencedor, eleito por voto popular, ganha um prêmio de R$ 1.000,00.

“Cosplay é um entretenimento garantido em qualquer comic con, não podia faltar no Brotando. Esse concurso tem ainda o objetivo de promover, valorizar e fortalecer a identidade e as manifestações de pessoas periféricas, negras e LGBTQI+ no universo do entretenimento nerd, geek e pop”, disse uma das criadoras da PerifaCon, Gabrielly Oliveira.

Segundo a organização do festival, a ideia é responder ao chamado do público da Comic con das favelas que gosta de assistir a séries e filmes, ouvir música, ler quadrinhos e mangás e compartilhar seus gostos e conhecimentos para promover o bem-estar coletivo e o crescimento de artistas locais, enaltecendo a força da periferia no cenário nerd, geek e pop. Para participar é preciso se cadastrar no site da PerifaCon. Para assistir, basta acompanhar pelo YouTube nas redes sociais.

Neste ano, a programação é mais voltada para o mercado do entretenimento, a fim de dar visibilidade aos artistas durante o período da pandemia de covid-19. “Essa não é uma versão do nosso evento físico, é um evento menor para matar a saudade do público e dar um gostinho da experiência da PerifaCon. É muito importante para nós conseguir dar segmento e visibilidade aos profissionais de periferia que iriam participar do evento, que foi cancelado no ano passado por causa  da pandemia, prejudicando tanto essas pessoas, que não puderam circular suas artes e gerar renda”, afirmou o também criador do festival, Igor Nogueira.

Programação

Abertura: Nerds da quebrada: a ascensão Perifacon (26 – 18h) – Em um papo super legal e descontraído sobre a periferia nerd, o time do Perifacon fala sobre a incrível trajetória durante o ano difícil de 2020, os desafios e as maiores conquistas. Participação de Andreza Delgado, Gabrielly Oliveira, Igor Nogueira e Luize Tavares e Vaneza Oliveira

Ciclo Narrativas Periféricas – Parte I (26 – 19h) – Dando início à primeira fase do ciclo de formação para quadrinistas e ilustradores, a conferencista Janaína de Luna, da Editora Mino,  mostra um panorama completo e cheio de dicas sobre como um artista deve apresentar o seu trabalho a uma editora.

Painel Para Além do Beco dos Artistas da Perifacon (27 – 18h) – Com a curadoria de artistas como tema central e com a mediação de Andreza Delgado e Luize Tavares, os artistas  Amanda Treze, Douglas Lopes, Gillian Rosa, Lya Nazura e Marília Marz participam de bate-papo para falar sobre seus processos criativos e a oportunidade de trabalhar para grandes marcas por meio da curadoria, sobretudo em um ano sombrio para a cultura devido à pandemia.

Ciclo Narrativas Periféricas – Parte II (27 – 19h) – Dando continuação ao ciclo de formação para quadrinistas e ilustradores, Janaína de Luna volta para mais uma fase, explicando todo o processo de criação de uma HQ, com abordagem desde a ideia, roteiro, título até o processo de gráfica e como tornar a produção de sua HQ mais barata.

Ciclo Narrativas Periféricas – Parte III (28 – 18h) – Na terceira fase, o ciclo de formação para quadrinistas e ilustradores traz Pedro Cobiaco, um dos maiores coloristas do Brasil, em uma conversa sobre o processo de colorização de uma HQ completa e sua capa.

Ciclo Narrativas Periféricas – Parte IV (28 – 19h30) – Encerrando o ciclo de formação para quadrinistas e ilustradores, a última fase chega com Felipe Castilho e Fábio Kabral, grandes expoentes de HQ e também escritores, em um debate/mentoria sobre o processo de roteirização de livros e HQs.

Concurso de Cosplay (28 – 21h):  O encerramento fica por conta do time do PerifaCon, que promove uma conversa com cosplayers convidados sobre os bastidores desse universo. Na mesma ocasião será anunciado o vencedor do concurso.

Fonte: Agência Brasil

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Últimas Notícias

Setur e Amabrasília festejam a capital com solidariedade

Lançada pela Aliança das Mulheres que Amam Brasília (Amabrasília), com o apoio da Secretaria de Turismo (Setur-DF), a...
PUBLICIDADE

Continue Lendo

PUBLICIDADE