PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Projeto Arte na Quarentena reúne acervo físico e digital de 40 países

Mais Lidas

Enfermeiros recebem reconhecimento por serviços na pandemia

“A gente dá o sangue aqui. E você saber que tem um reconhecimento, que as pessoas estão vendo...

Vacinação de professores começa nesta quinta (20)

O Governo do Distrito Federal (GDF), por meio da Secretaria de Saúde, começa a vacinar profissionais da educação...

Vagas exclusivas de trabalho para pessoas com deficiência

As agências do trabalhador estão com 40 vagas abertas, exclusivamente, para pessoas com deficiência. Metade é para operador...

A “Mostra Museu: Arte na Quarentena” leva, a partir de 20 de abril, imagens de obras de artistas de diversas nacionalidades – são 40 países de origem – para painéis digitais e estáticos da cidade de São Paulo. Os painéis estarão em diversos bairros, como Bela Vista, Bom Retiro, Mooca, República, Santana e Pinheiros, além de estações de metrô nas linhas azul, verde e vermelha.

O público também poderá conferir as obras por meio da galeria virtual disponível no site, que conta com obras criadas a partir de técnicas mistas, como animação, colagem, desenho, vídeo, ready-made, fotoperformance, instalação, pintura e gravura. O objetivo da mostra é fazer da arte um alento neste momento de pandemia, fomentar a produção artística da atualidade e democratizar seu acesso.

“Se por um lado toda a situação que estamos vivendo escancarou também nossas fragilidades, por outro, evidenciou saídas coletivas e fortaleceu uma rede de solidariedade e empatia, essenciais para alcançá-las”, disse Chiara Paim Battistoni, idealizadora do projeto, que incorpora a tecnologia como dispositivo a serviço da troca entre público, obra e artista.

Além dos painéis, que representam o eixo de artes visuais da mostra, há ainda um espaço dedicado à produção musical no site da mostra. O eixo de música tem curadoria do jornalista, diretor e roteirista Pedro Henrique França e reúne criações de cerca de 20 nomes da música brasileira contemporânea. São canções e videoclipes que estão disponíveis na plataforma multimídia da mostra, divididas em duas categorias: Lado A: Agora Presente e Lado B: Olhar no Futuro.

A primeira inclui artistas considerados  já consagrados pelos organizadores, como Majur, Letrux, Criolo feat Milton Nascimento, Baco Exu do Blues, Emicida feat Gilberto Gil, Gal Costa, Pitty e Gaby Amarantos. Já a segunda traz novos talentos, como Jup do Bairro, Zé Manoel, Dulcineia, Marina Sena, Numa Ciro, Yan Cloud, MC Kunumi e Kaike.

Principais endereços dos painéis digitais e estáticos:

Rua Bela Cintra x Av. Paulista – em frente ao colégio São Luis painel estático
Av. Paulista, 1374 – Metrô Trianon Masp painel digital
Av. Paulista, 500 – Metrô Brigadeiro painel digital
Av. Tiradentes, 615 – Fatec painel estático
Av. Ipiranga, 102 x Rua da Consolação painel estático
Rua da Mooca, 1839 painel estático
Av. Cruzeiro do Sul, 1801, Metrô Tietê – Portuguesa painel estático
Av. Brigadeiro Faria Lima, 801 x Largo da Batata – Metrô Faria Lima painel estático

Exibição nas estações do Metrô: Ana Rosa, Barra Funda, Brás, Brigadeiro, Consolação, Luz, Paraíso, República, Santa Cruz, Sé, Tatuapé, Trianon-Masp, Itaquera, Jabaquara e São Bento.

Fonte: Agência Brasil

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Últimas Notícias

Enfermeiros recebem reconhecimento por serviços na pandemia

“A gente dá o sangue aqui. E você saber que tem um reconhecimento, que as pessoas estão vendo...
PUBLICIDADE

Continue Lendo

PUBLICIDADE