Portal Goiás – Agro em Dados destaca exportação de carne de frango

0

Goiás exportou 176,2 mil toneladas de carne de frango, no acumulado de janeiro a outubro de 2020, correspondendo a um total de 279,9 milhões de dólares, conforme aponta a edição de dezembro do boletim Agro em Dados, elaborado pela Gerência de Inteligência de Mercado da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa). O total representa um aumento de 37,1% no volume embarcado e de 16% no valor obtido, em relação ao mesmo período do ano passado.

Conforme detalha o boletim, enquanto o País apresentou retração de 1,5% no volume negociado de janeiro a outubro, em relação ao mesmo período de 2019, Goiás registrou aumento na quantidade exportada, mesmo com a cotação internacional em patamares inferiores a 2019. Na avaliação da Seapa, essa desvalorização do produto no mercado internacional tem sido compensada pelos grandes volumes exportados pelo Estado e pelo Dólar forte frente ao Real.

Os dados apontam comercialização da carne de frango goiana, no acumulado do ano, com 81 países, dos quais 47 registraram aumento nas compras. Goiás se destaca como o 4º maior estado exportador de carne de frango, com participação de 5,2% da quantidade embarcada pelo País. Os principais destinos foram Japão (20,1% do total), Arábia Saudita (16,7%) e China (11,5%).

Em relação ao mercado interno, a demanda tem sido impulsionada pela competitividade da carne de frango em relação às outras proteínas animais, como as carnes bovina e suína. Mesmo assim, no mercado regional, segundo o Instituto para o Fortalecimento da Agropecuária de Goiás (Ifag), na quarta semana de novembro, em Goiás, o preço médio do frango vivo foi de R$ 4,23/Kg, estável em relação à semana anterior. Para os próximos meses, a tendência do mercado é que os preços e a demanda sigam em alta.

Na avaliação do secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Antônio Carlos de Souza Lima Neto, embora haja elevação dos custos de produção da carne de frango, puxados pelo aumento do custo de nutrição do animal, a avicultura tem se mostrado competitiva. “Apesar do aumento dos custos de produção, a demanda pela carne de frango segue em alta, tanto em Goiás, quanto em diversos países, o que torna a carne competitiva no mercado. Nosso Estado tem capacidade de atender a ambos mercados e a tendência continua de valorização do setor”, reforça.

Além disso, na opinião do secretário, o Estado também tem feito sua parte no incentivo ao setor. “Na última reunião da Câmara Deliberativa do Conselho de Desenvolvimento do Estado do FCO [Fundo Constitucional do Centro-Oeste], por exemplo, do total de R$ 21,6 milhões em recursos aprovados, 13% era voltado à avicultura. Isso dá cerca de R$ 2,69 milhões apenas nesta última reunião, e o investimento ao setor tem sido presente nas diversas aprovação feitas ao longo do ano”, detalha. “Esses investimentos mostram que o Governo de Goiás tem se preocupado com a cadeia e beneficiado produtores de todo o Estado”, salienta.

O boletim informativo Agro em Dados traz, ainda, nesta edição, dados referentes a outras atividades da pecuária, como bovinos, suínos e leite, além de dados sobre produção de soja, milho e, neste mês mais detalhadamente, sobre algodão. Traz também dados do trabalho desenvolvido pelas jurisdicionadas da Secretaria, Emater, Agrodefesa e Ceasa.

Acesse o boletim informativo Agro em Dados, de dezembro, completo no endereço: https://www.agricultura.go.gov.br/files/Agro-em-Dados-2020/DEZEMBRO-AGROEMDADOS.pdf

Fonte: Seapa- GO

Fonte: Portal Goiás

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui