Clubes do NBB decidem manter sistema de sedes no segundo turno

0

Os clubes que disputam o Novo Basquete Brasil (NBB) aprovaram, em votação do Conselho de Administração da Liga Nacional de Basquete (LNB), a manutenção do sistema de sedes para o segundo turno da temporada. A medida havia sido definida, inicialmente, para os primeiros 120 jogos da competição, como medida de prevenção à pandemia ao novo coronavírus (covid-19).

A 13ª edição do NBB, que é o campeonato nacional masculino de basquete, começou no último dia 10 de novembro. A LNB definiu sete ginásios para receber os jogos do primeiro turno, sendo cinco em São Paulo (quatro na capital e um na cidade de Mogi das Cruzes), um no Rio de Janeiro e um em Brasília. Três das sedes – Maracanãzinho e os ginásios Hugo Ramos (Mogi) e da ASCEB (Brasília) – já receberam partidas.

Em comunicado divulgado nesta quarta-feira (2), a LNB credita ao sistema de sedes o número considerado “baixo” de casos positivos da covid-19 no primeiro mês da temporada. Outra razão, conforme a entidade, foi a implantação dos oficiais de conformidade (profissionais responsáveis por fiscalizar e garantir o controle da circulação do vírus nos respectivos clubes).

Segundo a Liga, foram realizados 1.462 testes em atletas, membros de comissão técnica e árbitros ao longo dos 38 primeiros jogos da competição, com 26 exames acusando presença do vírus (o equivalente a 1,78% do total).

“O sistema de sedes se mostrou bastante eficiente nesse início de temporada. Tivemos um número reduzido de casos positivos, sendo que alguns deles foram contraídos antes mesmo do início do NBB, em situações externas. Conseguimos evitar a disseminação da doença com o alto número de testes do protocolo e o isolamento imediato dos contaminados. Tivemos [sete] clubes que não viajaram de avião e não registraram nenhum caso. Isso prova que aeroporto e viagens aéreas são pontos de atenção que temos que ter, e o sistema de sedes foi implementado justamente para evitar esse deslocamento”, disse Paulo Bassul, diretor técnico-operacional da LNB, no comunicado.

Conforme Bassul, uma nova medida será implantada, a pedido do Conselho de Administração, que é a produção de vídeos educativos dirigidos a profissionais envolvidos com o torneio.

“Serão dois tipos de vídeos: um com viés médico, comandado pelo doutor Max Igor Banks, contratado para auxiliar no desenvolvimento do protocolo, outro voltado a questões de quadra, cumprimento das regras, produzido pelo Departamento Técnico da LNB”, finalizou o dirigente.

Flamengo (cinco jogos), Paulistano e Bauru (ambos quatro) ganharam todas as partidas que disputaram até agora e lideram o NBB com 100% de aproveitamento. Os quatro primeiros colocados vão direto às quartas de final, enquanto os times do 5º ao 12º lugar se classificam para um playoff. O Rubro-Negro é o último campeão, tendo vencido a temporada 2018/2019. A edição 2019/2020 foi interrompida e cancelada antes mesmo do mata-mata devido à pandemia.

Fonte: Agência Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui